top of page
roy-javier-Qj2Z8m4y64E-unsplash_edited.jpg

Blog da AKVO
Para quem quer
saber mais sobre
 
ESG e sustentabilidade

Image by Nahil Naseer

Pacto Global da ONU e Empresas





















Considerada a maior pesquisa sobre sustentabilidade feita com CEOs (Chief Executive Officer) pelo Pacto Global da ONU e Accenture, o 12° Estudo de CEOs envolveu mais de 2.600 participantes, 18 indústrias e mais de 130 entrevistas em profundidade. Os resultados revelam que 93% dos líderes estão enfrentando dez ou mais desafios paralelos em seus negócios, e 87% deles creem que o alto nível de mudança terá impacto no alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas.


Imagem: No 12° Estudo de CEOs, 93% dos líderes estão lidando com dez ou mais desafios globais em seus negócios.


Com a aproximação do prazo para cumprir os ODS estabelecidos pela Agenda 2030, 43% dos CEOs relatam que o cenário geopolítico prejudicou seus empenhos de sustentabilidade, sendo este número ainda maior nos países em desenvolvimento (51%). Ao avaliar os objetivos net zero, definidos pelas maiores companhias do mundo, observa-se que quase todas irão falhar em suas próprias metas se a redução de emissão de carbono não dobrar até 2023.


Imagem: Instabilidade geopolítica atrasa a sustentabilidade em 51% dos países em desenvolvimento.


Por outro lado, 66% dos líderes destacam que suas empresas estão envolvidas em parcerias estratégicas de longo prazo e engajadas em construir resiliência. Esses executivos estão reconfigurando a cadeia de suprimento, fornecendo novas habilidades aos seus colaboradores, reexaminando suas relações com os recursos naturais e reimaginado fronteiras planetárias por meio de descobertas tecnológicas que englobam soluções digitais, físicas e biológicas.


Em comparação aos últimos 10 anos do estudo, percebe-se que os CEOs estão cada vez mais apreensivos com as mudanças bruscas. Nesta última pesquisa 98% dos executivos consentiram que sustentabilidade é um assunto essencial em seus cargos, um entendimento que cresceu 15% desde o início. Eles apontam problemas globais, como as mudanças climáticas e os conflitos sociopolíticos, além de advertir sobre o efeito de contratempos convergentes para os negócios e a sociedade.


Durante o estudo, os CEOs constatarem a necessidade de focar em tecnologias que tragam soluções para desafios globais, gerando progresso às empresas. Neste sentido, 63% dos participantes já estão incluindo a sustentabilidade em seus negócios por meio de serviços sustentáveis e novos produtos; 55% estão aperfeiçoando seus dados de sustentabilidade em toda a cadeia de valor; 49% investem em energias renováveis; 49% estão adotando uma forma de negócio circular; e 40% estão expandindo seus investimentos em inovação sustentável. Os líderes identificaram também quais as iniciativas principais para desenvolver a resiliência nas empresas:

  • Formar parcerias com outras indústrias para soluções tecnológicas;

  • Investir na diversidade da força de trabalho;

  • Definir objetivos de clima com metas embasadas na ciência;

  • Preservar uma biodiversidade maior;

  • Melhorar a transparência da cadeia de suprimentos.


Além disso, eles continuam pedindo aos governos que mudem as políticas para priorizar metas mensuráveis de longo prazo, padronizar os esforços ESG, criar um mercado global de carbono e incentivar modelos de negócios sustentáveis.


Imagem: Os CEOs estão pedindo aos governos que apoiem e permitam que o setor privado alcance metas ambiciosas de sustentabilidade.



Fontes:

17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page