top of page
roy-javier-Qj2Z8m4y64E-unsplash_edited.jpg

Blog da AKVO
Para quem quer
saber mais sobre
 
ESG e sustentabilidade

Image by Nahil Naseer

Afinal, o que é ESG?



A sigla ESG reúne três fatores ligados à sustentabilidade:

Environmental, Social and Governance

Meio Ambiente, Responsabilidade Social e de Governança


O ESG foi criado como uma métrica de sustentabilidade de empresas, a fim de avaliar os esforços de um grupo empresarial em entregar sustentabilidade sob três pontos de vista:


1 - Environmental | Ambiental

Relacionado aos impactos gerados no meio ambiente pelo negócio. Busca entender a forma como a empresa pode utilizar seus serviços e produtos em prol da proteção e regeneração dos recursos naturais. Visa não apenas evitar a escassez, mas assegurar que estes recursos se desenvolvam garantindo o bem estar e equilíbrio da vida na Terra para as próximas gerações.


2 - Social | Social

Este pilar está relacionado com a sociedade. Leva em conta todos os aspectos que procuram transformar os processos, promovendo um impacto social significativo e positivo pelos negócios, com capacidade de diminuir desigualdades e transformar realidades.


3 - Governance | Governança

Refere-se ao conjunto de princípios adotado pelas empresas para uma gestão responsável, ética e transparente. Todos os níveis de gestão precisam estar envolvidos no desenvolvimento de práticas sustentáveis da empresa, transmitindo as ações também para os demais níveis hierárquicos.


Quando aplicado com seriedade e comprometimento, o ESG promove um grande impacto positivo no que se refere a valores econômicos, sociais e ambientais. Seus resultados proporcionam a recuperação do meio ambiente, o desenvolvimento de uma sociedade mais justa e inclusiva e empresas bem estruturadas e transparentes em relação aos seus stakeholders.



Detectar os pontos que precisam ser melhorados é o primeiro passo para atender os aspectos do ESG. A partir deles, poderão ser estabelecidos metas e objetivos que levarão a um desenvolvimento mais sustentável. Nesta jornada, o importante é começar, mesmo que aos poucos, a estabelecer metas, acompanhar e divulgar os resultados de maneira transparente. Isso trará uma maior confiança por parte dos investidores, uma aproximação maior do consumidor final e um processo de evolução mais clara para a empresa.


A comprovação dos impactos positivos gerados pelo negócio no meio em que está inserido pode ser feita por meio de certificações específicas, reports e relatórios de boas iniciativas. Desde 1997, as diretrizes do Global Reporting Iniciative (GRI), auxiliam organizações, empresas e governos a compreender e comunicar de maneira uniforme seus impactos e o que está sendo feito em relação a isso. Além disso, as práticas ESG podem se basear nos ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis) da ONU (Organização das Nações Unidas), para compor os relatórios de sustentabilidade.


Relatórios periódicos, controles focados na sustentabilidade e Indicadores Chave de Desempenho (KPIs) são fundamentais em projetos de ESG bem elaborados. Ter um conselho comprometido em fazer questionamentos que instiguem a modificação quo da empresa também é um ponto importante. No Brasil os índices de avaliação disponíveis são:


ISE-B3: índice nacional que avalia toda a estratégia ESG de uma empresa. Relativo à bolsa de valores de São Paulo;

ICO2-B3: índice nacional que avalia se uma empresa é eficiente em relação a suas emissões de carbono por receita gerada. Relativo à bolsa de valores de São Paulo;

ICDPR-70: índice de Resiliência Climática, criado pelo CDP (Carbon Disclosure Project) que integra empresas que possuem gestão climática;

Índice S&P/B3 Brasil ESG: o índice exclui empresas com base na sua participação em certas atividades comerciais, empresas que não são signatárias do Pacto Global da ONU e sem pontuação no índice ESG da S&P DJI;

ESG da S&P DJI: índice internacional avalia empresas com base na avaliação de sustentabilidade corporativa (CSA).


Fonte: TRASHIN; AMCHAM. MAS AFINAL, O QUE É ESG? Revista Digital ESGTRENDS, edição 1, 2022. Disponível em: www.trashin.com.br/esgtrends.


A plataforma AKVO está desenvolvendo uma ferramenta de diagnóstico ESG, por meio da qual será possível avaliar a partir de critérios, a responsabilidade das empresas em relação ao meio ambiente, às ações sociais e à governança corporativa. As respostas fornecidas irão gerar um grau de comprometimento e maturidade ESG, possibilitando a identificação dos pontos críticos e prioritários para definição de planos de ação e otimização de estratégias e abordagens para atingir a sustentabilidade corporativa. Em breve, mais informações!

173 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page